Onze entidades judaicas comemoram juntas os 66 anos de existência do Estado de Israel

Representantes+das+entidades+-Crédito+Flavio+Mello+Hebraica+SP (1)

Representantes das entidades

Os 66 anos do Estado de Israel foram comemorados com muita emoção na  celebração conjunta de  Yom Haatzmaut, que aconteceu nesta terça-feira, 06 de maio, no Teatro Arthur Rubinstein , da A Hebraica. O evento resultou de uma parceria da A Hebraica, Agência Judaica, B´nai B´rith, Emunah, Fundo Comunitário, KKL, Lar das Crianças da CIP, Na´amat Pioneiras São Paulo, Organização Sionista Mundial, Unibes e WIZO São Paulo.

As apresentações do coral Sharsheret da WIZO, sob regência da maestrina Sima Halpern  e da cantora Regis Karlik,  marcaram a festiva programação, que também contou  com a exibição de dois emocionantes filmes sobre Israel, cedidos pela Agência Judaica e pelo Fundo Comunitário.  A comemoração, que teve como mestre de cerimônias a jornalista Silvia Perlov,  também teve um momento solene quando o chazan Marcio Besen  fez a leitura do El Male Rachamim e  da Tfilá  Le Medinat Israel.

Discursaram durante o evento Anita Nisenbaum, diretora da Feliz Idade de A Hebraica, Ricardo Berkiensztat,  presidente executivo  da Fisesp, Lucia Barnea,  esposa do cônsul geral  de Israel em São Paulo  e Olga de Salomon, diretora da UNIBES, que falou em nome das onze entidades participantes.   Em suas falas todos enfatizaram a importânciada existência do Estado de Israel, bem como a  ligação do Estado Judeu com a  Diáspora e vice-versa.

Uma grande chuva de pétalas encerrou o evento União em Yom Ha’atzmautque contou com o apoio da Embaixada de Israel no Brasil, do Consulado de Israel em São Paulo e da Fisesp.

11ª Marcha da Vida Regional reúne mil participantes

Com cerca de mil participantes e a presença maciça da juventude judaica, a Fisesp  realizou no domingo (27) a “11ª Marcha da Vida Regional”, que este ano teve como tema “Somos todos sobreviventes do Holocausto!”.

O evento, realizado na semana em que se comemora o Dia do Holocausto (Yom Hashoá),  é inspirado na “Marcha da Vida Mundial”, que acontece anualmente na Polônia, neste mesmo período, e reúne participantes do mundo todo para fazerem o mesmo percurso realizado pelos judeus em direção às câmaras de extermínio entre os campos de concentração de Auschwitz e Birkenau.

Vestidos de branco e portandofaixas e bandeiras, líderes comunitários e religiosos, membros dos movimentos juvenis, alunos e professores de escolas judaicas e sobreviventes do Holocausto fizeram uma caminhada silenciosa de cerca de 2 km, até o Cemitério Israelita do Butantã, onde aconteceu um ato solene.

“Tudo isso serve também como elemento de educação para que futuras gerações procurem entender o que ocorreu e o que tem que ser feito para que isso jamais se repita”, destacou Mario Fleck, presidente da Fisesp.

Conib, Fisesp e CCJ realizam seder de Pessach com jornalistas da grande mídia

Na quarta-feira (23), a Conib, a Fisesp e o Centro de Cultura Judaica (CCJ) promoveram um seder (jantar cerimonial) de Pessach, tendo como convidados jornalistas da grande mídia.

As entidades judaicas abordaram os princípios da festa e explanaram sobre a estrutura institucional da comunidade judaica em São Paulo e no Brasil. Os comensais também debateram a contribuição judaica à democracia no País.

Participaram do evento – que aconteceu na sede do CCJ, em São Paulo – Roberto Nonato, da rádio CBN; Sérgio Gomes, diretor da ONG Oboré – Projetos Especiais em Comunicações e Artes e conselheiro do Instituto Vladimir Herzog; Carlos Brickmann, diretor do escritório Brickmann & Associados Comunicação e colunista do Diário do Grande ABC e do Observatório da Imprensa; Moysés Rabinovici, diretor do Diário do Comércio; e Bernardo Kucinski, escritor, ex-correspondente do jornal inglês The Guardian, ex-professor da USP.

A partir da esquerda: Carlos Brickmann, Bernado Kucinski e esposa, Jaime Spitzcovsky, Raul Mayer, Sergio Gomes, Alberto Milkewitz, Roberto Nonato, Liane Zaidler, Moysés Rabinovici e esposa

Conib e Fisesp visitam o chefe do Comando Militar do Sudeste

general%5B2%5DFernando Lottenberg, secretário-geral da Conib; Octavio Aronis, segundo secretário da entidade, e Ricardo Berkiensztat, vice presidente executivo da Fisesp, visitaram na última segunda-feira, 10 de março, o general Adhemar da Costa Machado Filho, chefe do Comando Militar do Sudeste.

As lideranças judaicas agradeceram ao general sua presença na cerimônia do Dia em Memória das Vítimas do Holocausto e lhe presentearam com uma hamsa, talismã popular no Oriente Médio.

O general afirmou que a homenagem da comunidade judaica aos pracinhas da FEB foi muito bem recebidapelos militares e prometeu levar a hamsa para seu novo escritório, na capital federal, onde assumirá importantes funções em breve.

Historiador Benny Morris fala sobre o conflito israelo-palestino em palestra em SP

Benny Morris e Jayme Blay

Benny Morris e Jayme Blay

O historiador israelense Benny Morris, que estuda há 30 anos o conflito israelo-palestino, mostrou em palestra promovida dia 19 de fevereiro pela Câmara Brasil-Israel, em São Paulo, pessimismo quanto ao andamento do processo de paz entre israelenses e palestinos.

Otimista após os Acordos de Oslo, no início dos anos 90, Morris afirma que mudou de posição ao final daquela década, “decepcionado com os palestinos”. Ele repassou os principais pontos das tentativas fracassadas de acordo desde o ano 2000, para concluir que há um “rejeicionismo palestino consistente. Os palestinos querem tudo – desde a década de 1920”. Para o historiador, os palestinos confiam no tempo: “a demografia os favorece, e a perpetuação da ocupação mantém Israel como vilão”.

Em sua visita a São Paulo, Morris fez palestra também no Hospital Israelita Albert Einstein, ocasião em que lançou seu livro “Um Estado, Dois Estados – Soluções para o conflito Israel–Palestina”. A edição em português é da Sêfer. Também participou de tarde de autógrafos no Rio de Janeiro e gravou ainda entrevista no programa Roda Viva, da TV Cultura. Ele veio ao Brasil a convite da Fisesp e do Hospital Albert Einstein.

Federação Israelita participa do lançamento da Campanha do Agasalho 2014

Ricardo+Berkiensztat+e+D.+Lu+Alckmin

Ricardo Berkiensztat e Lu Alckmin

Ricardo Berkiensztat, presidente executivo da  Federação Israelita do Estado de São Paulo, participou nesta quarta-feira, 12 de fevereiro, do evento de lançamento da Campanha do Agasalho 2014, promovida pelo Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (FUSSESP),  que  reuniu empresários eparceiros da campanha no Palácio dos Bandeirantes.

“Esta é uma Campanha de dignidade e de amor ao próximo, que vai ajudar a fazer a transformação no Estado de São Paulo.  Por este motivo, continuamos com o mesmo slogan  – Roupa boa a gente doa”, destacou a presidente do FUSSESP, D. Lu Alckmin.

Ricardo aproveitou a ocasião para convidar a primeira dama a participar  mais uma vez da Mega-Campanha de Arrecadação de Agasalhos em Higienópolis, promovida pela Federação Israelita do Estado de São Paulo. Esta será a 14ª edição da Campanha em Higienópolis.

FISESP e JOINT lançam pesquisa para Estudo de Necessidades Comunitárias

Federação Israelita do Estado de São Paulo (FISESP) e o Joint Distribution Committee (JDC), anunciam o lançamento do Estudo de Necessidades Comunitárias, um projeto elaborado e supervisionado em parceria pelas equipes das duas entidades. 

O projeto visa coletar informações através de entrevistas com membros da comunidade judaica paulista – de todas as idades, moradores das diferentes regiões da cidade, investigando sua visão sobre as necessidades sentidas na comunidade, suas opiniões, participação, identidade judaica, atitudes diante da religião, da diversidade, do antissemitismo e Israel.

As informações obtidas serão mantidas em absoluto sigilo e utilizadas em âmbito estratégico exclusivamente pelas instituições que colaboram com este estudo. São elas: Unibes; Hebraica; Fundo Comunitário; Hospital Albert Einstein; Residencial Albert Einstein; FISESP (Vaad HaChinuch São Paulo, Área de Terceira Idade, Área de Juventude); Joint Distribution Committee – JDC.

A empresa contratada para a execução do Estudo é a Knack Pesquisa de Mercado, especializada em pesquisa e consultoria, que, além do Brasil, também mantém sedes na Argentina e no México, onde realizou estudos similares com as comunidades judaicas locais.

A  coleta de dados será feita somente por entrevistadores autorizados, que deverão entrar em contato telefônico com membros da comunidade judaica, selecionados aleatoriamente dentro de um universo amostral, utilizando os dados fornecidos pelas entidades participantes.

A proposta deste estudo é promover um esforço conjunto das instituições da comunidade judaica paulista, tanto no sentido de aprimorar os serviços prestados em nossa comunidade no presente, como para desenvolver serviços melhores e mais adequados às nossas necessidades no futuro.

A FISESP e o JDC entendem que para alcançar a excelência nos serviços prestados à comunidade é fundamental conhecer seus anseios, interesses, opiniões, posicionamentos e tendências.

“Para atingir esses objetivos, acreditamos que o melhor caminho é fazendo as perguntas certas, diretamente aos membros da comunidade, de forma clara e objetiva. Quem responder à entrevista,  estará colaborando ativamente na construção do futuro de nossa comunidade, fortalecendo-a ainda mais e beneficiando a si próprio, sua família e as próximas gerações”, declarou Mario Fleck, presidente da FISESP.

Vereadores paulistanos visitam Israel a convite da Fisesp

Untitled

Na último mês de novembro, desembarcou no aeroporto Ben Gurion em Tel Aviv, Israel, um grupo de 9 vereadores paulistanos, que a convite da Federação Israelita do Estado de São Paulo e do Projeto Interchange, do American Jewish Committee, foram ao país para participar de uma intensa programação.

Ricardo Berkiensztat, vice-presidente da Federação Israelita do Estado de São Paulo, Jairo Roizen, assessor executivo e Stephanie Guiloff, do AJC, chefiaram a delegação integrada pelo presidente da Câmara Municipal, José Américo (PT) e os vereadores, Coronel Telhada (PSDB), Floriano Pesaro (PSDB), José Police Neto (PSD), Marco Aurélio Cunha (PSD), Gilberto Natalini (PV), Paulo Fiorilo (PT), Ricardo Youg (PPS) e Ari Friedenbach (PROS).

Em Israel, a agenda de encontros contou com encontros com lideranças e representantes israelenses, analistas políticos e acadêmicos, tais como: Prof. Reuven Hazan e Prof. Mario Sznajder, do Departamento de Ciências Políticas da Universidade Hebraica de Jerusalém, Ilan Sztulman, ex-Côncul de Israel em São Paulo, Meir Javedanfar, analista do Oriente Médio de origem iraniana, entre outros.

Eles também tiveram a oportunidade de visitar locais históricos, políticos, religiosos e culturais que fazem de Israel um destino único, como a Ingreja do Santo Sepulcro e o Muro das Lamentações em Jerusalém, Tel Aviv, Nazaré e a região da Galiléia.

O grupo pode conhecer diferentes aspectos do conflito envolvendo israelenses e palestinos, durante visitas a Sderot, cidade israelense, localizada no distrito Sul, perto da Faixa de Gaza e na cidade palestina de Ramallah. Em Sderot, os jornalistas foram recebidos por Kobi Harush, Coordenador de Segurança da cidade, que falou sobre os mísseis disparados contra a cidade pelo Hamas e as razões ideológicas de continuar morando em uma região tão ameaçada.
“É assustador imaginar que a qualquer segundo a sirene toca e as crianças, adultos, os 25 mil moradores de Sderot, tem 15 segundos para se proteger”, declarou o vereador Police Neto.

A comitiva de vereadores seguiu em direção a Ramallah, onde foi recebida por Xavier Abu Eid, representante da OLP, que falou sobre o Estado Palestino e a renuncia da equipe de negociadores palestinos.
Neste mesmo dia, os vereadores tiveram um bate-papo com Ygal Palmor, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, que traçou um panorama sobre a situação atual no Oriente Médio e destacou: “Os israelenses não sabem o que se passa com os Palestinos e vice-versa. Cada um dos envolvidos neste conflito tem que aceitar que nenhum dos dois lados terá tudo o que quer”.

O Yad Vashem (Museu do Holocausto), também fez parte da agenda dos vereadores em Israel. Lá eles conheceram a história da perseguição aos judeus durante a segunda guerra mundial, que resultou em mais de 6 milhões de mártires.

Projetos de saúde e reciclagem de lixo e tratamento da água também estiveram na pauta. Os vereadores conheceram o Hatazalá, serviço de socorro voluntário, O Parque de Reciclagem Hiriya, líder internacional no setor de reciclagem, e se surpreenderam durante a visita ao Sapir Station Canter, no mar da Galiléia, onde a água é bombeada de um nível abaixo da linha do mar até a Transportadora Nacional de Águas de Israel. “Israel está muito mais avançado do que nós brasileiros na questão da água, pois o país já usa mais de 20% de água de reuso, ou seja, tecnologicamente Israel está muito mais adiantado, e em São Paulo precisamos chegar nisso”, afirmou o vereador Gilberto Natalini.

Encontros com o prefeito de Jerusalém, Nir Barkat, com o embaixador do Brasil em Israel, Henrique Sardinha e com o jornalista Henrique Cymerman, completaram a missão.

 

Mario Fleck é reeleito presidente da Fisesp

Mario Fleck traça os eixos para o próximo mandato como presidente da Fisesp

Mario Fleck traça os eixos para o próximo mandato como presidente da Fisesp

Durante Assembleia Geral realizada em  27  de novembro de 2013,  Mario Fleck foi reeleito presidente da Federação Israelita do Estado de São Paulo (Fisesp), entidade que representa oficialmente a comunidade judaica paulista.

Neste segundo mandato,  Fleck terá como vice presidente Bruno Laskowsky, André Grunebaum como tesoureiro  e Rafael Schur como secretário geral.  Ele inicia mais uma gestão com a missão de priorizar cinco eixos: segurança, política, juventude, educação e conexão com o judaísmo.

“Nestes dois anos buscamos consolidar ideias e projetos que já estavam sendo trabalhados na gestão dosdois últimos presidentes,  Boris Ber e Jayme Blay, voltados para a eficiência da comunidade na busca de instituições bem administradas e com mais capacidade profissional. Também tivemos outros projetos de caráter estratégico,  como a Hassefá Ba’Aretz (viagem a Israel e Europa), onde uma vez por ano levamos as lideranças da comunidade judaica para acompanhar e debater os assuntos que afetam o povo judeu com  os personagens que estão desenhando essa história no dia a dia. Os relacionamentos externos à comunidade, que são muito relevantes, também foram um dos focos de trabalho. Acabamos de levar um  grupo de vereadores a Israel, o que resultou em alto impacto para o entendimento deles das narrativas que acontecem no Oriente Médio”, avaliou Mario Fleck.

Para o próximo mandato temos diversas frentes de trabalho que vamos continuar perseguindo,  com o objetivo de levar esta comunidade para um outro patamar de vibração judaica. Seja através das instituições ou de relacionamentos locais e internacionais robustos, que são importantes até nas nossas estratégias de defesa. Queremos reforçar a continuidade da identidade  judaica,  trazendo mais judeus para dentro da comunidade e ao mesmo tempo não deixar que outros se desinteressem”, complementou o presidente da Fisesp.

Na mesma noite também foram eleitos os membros do Conselho Deliberativo, Conselho Fiscal e o Ouvidor Geral.

Conselho Deliberativo:
Centro da Cultura Judaica – Raul Meyer

Associação “A Hebraica” de São Paulo – Abramo Douek
Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein – Claudio Lottenberg
Sociedade Cemitério Israelita de São Paulo – José Meiches
Associação Fundo Comunitário – Keren Hayesod – Rafael Nasser
Colégio Renascença – Jaime Rabinovitsch

Colégio Iavne – Maurício Michaan
CIP – Congregação Israelita Paulista – Sergio Kulikovsky
Beit Chabad Morumbi – Rabino David Weitman
Unibes – Célia Parnes
Na’amat Pioneiras São Paulo – Clarice S. Jozsef
Juventude – Jonathan Mariach
Entidade suplente: Shalom – Liga Israelita do Brasil- Enio Lewinsky

Ouvidor: Luiz Gornstein

Vereadores paulistanos viajarão a Israel a convite da Federação Israelita do Estado de São Paulo

DSCN3245Federação Israelita do Estado de São Paulo (Fisesp) promoveu nesta quinta-feira, 31 de outubro, um encontro com o grupo de vereadores paulistanos que viajará a Israel a convite da entidade.

O presidente da Câmara Municipal, José Américo (PT), os vereadores, Coronel Telhada (PSDB), Floriano Pesaro (PSDB), José Police Neto (PSD), Marco Aurélio Cunha (PSD), Gilberto Natalini (PV), Paulo Fiorilo (PT), Ricardo Young (PPS), Ari Friedenbach (PROS) e o secretário de governo municipal, Antônio Donato (PT) embarcam para Israel no dia 14 de novembro.

Acompanhados do vice-presidente executivo da Fisesp, Ricardo Berkiensztat, e do assessor executivo Jairo Roizen, eles participarão de uma intensa programação no Estado Judeu, onde se encontrarão com personalidades de Israel e com representantes da Autoridade Palestina, em Ramallah.

Também fazem parte da agenda encontros com o prefeito de Tel-Aviv, com representantes do Ministério das Relações Exteriores, além de correspondentes e editores de meios de comunicação estrangeiros e analistas políticos e acadêmicos.

Gilberto Natalini, Claudio Lottenberg, cônsul  Yoel Barnea e Ricardo Berkiensztat“Além da política externa, que é um tema fundamental,  a programação contemplará encontros e assuntos que tenham a ver com o dia a dia dos vereadores em São Paulo, como a questão da segurança urbana, da água e da revitalização de centros históricos, entre outros. Nossa proposta é a de contemplar uma visão geral de vários assuntos ligados a Israel e tentar fazer com a viagem seja muito proveitosa apesar do pouco tempo”, destacou o presidente executivo da Fisesp, Ricardo Berkiensztat.

O  cônsul de Israel em São Paulo , Yoel Barnea, o presidente da Conib, Claudio Lottenberg, o  presidente da Fisesp, Mario Fleck e seu vice Bruno Laskowsky,  também estiveram presentes ao encontro  desta quinta-feira.

“Gostaria de parabenizar a Fisesp por esta importante iniciativa que fará com que os dirigentes executivos e municipais possam ter uma visão direta da realidade israelense, bem como do que é feito no âmbito da alta tecnologia, agricultura, educação e  saúde. Vamos reforçar as boas relações entre Israel e Brasil e também com São Paulo,  além de compartilhar experiências”, destacou  Yoel Barnea.

Para o presidente da Fisesp, Mario Fleck, “esta será uma viagem de aprendizado e inspiração, na qual os vereadores paulistas terão a oportunidade  de encontrar ideias e soluções que podem ser aplicadas a São Paulo. Também  queremos que eles  percebam as complexidades de Israel e que se  sensibilizem com a maneira como o país  é tratado no mundo global, no qual exige-se e cobra-se de Israel comportamentos éticos, morais e relativos que não são cobrados de nenhum outro país”.