Posse do presidente da Fierj

Fierj_Posse_2014_3

Comunidade judaica do Rio e lideranças políticas e religiosas reuniram-se em 7 de outubro no Templo Sidon, para participar da cerimônia de posse da nova diretoria executiva e conselho deliberativo da Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro.

O presidente Paulo Maltz e os vice-presidentes Herry Rosenberg e Evelyn Milsztajn comandarão a entidade pelos próximos dois anos. Flavio Stanger será o presidente do Conselho Deliberativo.

Anúncios

Mais de 4000 pessoas votam em eleição no Rio

1407166076-Fierj - Chapa Chai

Em eleição para eleger o novo conselho da FIERJ – Federação Israelita do Rio de Janeiro e também a diretoria executiva mais de 4000 pessoas se dirigiram aos diversos locais para votar.
A chapa 1 encabeçada por Paulo Maltz, com os vices Herry Rosemberg e Evelyn Milstein foi a vencedora e vai dirigir a representação judaica pelos próximos anos.
Os destaques do pleito foram a movimentação na mídia judaica que através do debate e da exposição de ideias ajudou a levar milhares de votantes e a participação de candidatos ao conselho e eleitores jovens.

Candidatos à Presidência da Fierj debatem no Hillel projetos e ideias

Presidenciaveis_Fierj_1
O Hillel Rio sediou na semana passada um debate entre os candidatos à Presidência da Fierj. O encontro reuniu mais de 110 pessoas, com muitos jovens da casa e dos movimentos juvenis.

As chapas concorrentes são: Chai, composta por Paulo Maltz (presidência), Herry Rosenberg (vice-presidência) e Evelyn Milsztajn (vice-presidência); e Hatikva, constituída por Gerson Hochman (presidência), Luiz Mairovitch (vice-presidência) e por Ana Marlene Starec (vice-presidência).

Os candidatos de ambas responderam às 25 perguntas feitas ao longo dos quatro blocos, em que os seguintes temas foram debatidos: Israel, Juventude, Assimilação e Representação Política.

As chapas apresentaram seus principais objetivos e futuros projetos.

Leia resumo da plataforma das duas chapas:

Chai

Nossa chapa nasceu da disposição de uma nova geração de judeus em utilizar as mais modernas técnicas de gerenciamento e captação de fundos em benefício da comunidade.

Unimos juventude e experiência, liberais e ortodoxos, com o objetivo de interromper o ciclo de imobilismo que vivemos.

Hatikva

A enorme dificuldade que existe para atendimento das carências comunitárias é agravada diminuição dos apoios financeiros. A perda do conteúdo da vida judaica é flagrante, exigindo muito mais que as críticas que sempre ocorrem em períodos eleitorais.

Necessitamos modernizar a gestão administrativa, ampliar de forma urgente o apoio aos que mais necessitam de ajuda, integrar as gerações mais novas, reeditar o informativo mensal impresso.

Câmara de Niterói faz sessão solene em homenagem às vítimas do Holocausto

Desde 2006 o Holocausto é lembrado na Câmara por força de lei municipal. O presidente Paulo Bagueira é autor do projeto 49/2012, para que a Rede Municipal de Educação inclua no currículo escolar noções sobre a tragédia vivida pelos judeus. “É importante que a população, crianças, jovens e adultos, tenham conhecimento dos horrores vividos pela comunidade judaica durante o holocausto. Discriminação de qualquer tipo, seja racial, econômica ou de opção sexual, não pode ser tolerada”, ressalta Bagueira.

camara+de+niteroi

Da esquerda para a direita: Israel Blajberg, diretor da FIERJ; Madeleine Mansur, sobrevivente do Holocausto; Paulo Bagueira, presidente da Câmara; Maurício Shermann, produtor de TV; Anna Bentes Bloch, vice-presidente da FIERJ; Isaac Bardavid, ator residente de Niterói.  Ao fundo, na mesa que dirigiu os trabalhos: Luiz Benyosef, presidente do Memorial Judaico de Vassouras; Eliezer Stauber, rabino; Jayme Salim Salomão, presidente da FIERJ

Comunidade judaica prestigia nomeação de Dom Orani como cardeal em Roma

1391781993-Tempesta Fierj

Dom Orani Tempesta, recém-nomeado cardeal pelo papa Francisco, em encontro com as diretorias da Conib e da Fierj na Arquidiocese em 24 de janeiro

A chegada do papa Francisco ao Vaticano deu um impulso maior ao diálogo do catolicismo com outras religiões, principalmente a judaica. A percepção é do diretor da Federação Israelita do Rio de Janeiro (Fierj), Herry Rosenberg, que foi a Roma apenas para prestigiar a entrada de Dom Orani Tempesta ao colégio de cardeais da Igreja Católica.

“Na verdade, esse diálogo vem acontecendo desde o papa João XXIII, mas com o papa Francisco ganhou outra dimensão pelas declarações dele, muito importantes,” disse Rosenberg ao portal Terra após estar presente na missa celebrada pelo Papa. “Ele até está preparando a visita dele à Terra Santa em maio”, lembrou.

Rosenberg disse que, da mesma forma que o Papa, Dom Orani tem prestigiado bastante e estimulado o diálogo não só entre judeus e católicos como com outras religiões. “Na Jornada Mundial da Juventude, tivemos um evento único em que as comunidades muçulmana, judaica e cristã estiveram juntas em um seminário de 50 jovens de cada comunidade”, disse Herry.

“Lá se falou de todas as coisas que temos em comum entre as três religiões que vêm de Abraão. É um relacionamento que precisa ser aprofundado. Vivemos um momento de paz, estamos aqui para isso, em prol da paz e da fraternidade que o mundo precisa”, afirmou.