Cônsul de Israel em São Paulo convida mídia judaica para debate

Consul
O cônsul-geral de Israel em São Paulo, Yoel Barnea, recebeu em 15 de agosto representantes da mídia judaica para uma conversa sobre a posição de Israel com relação ao conflito em Gaza, a reação do governo brasileiro e a postura da mídia brasileira sobre o tema.

Participaram representantes do Shalom Brasil, Tribuna Judaica, Revista Shalom, Revista Hebraica, Web Judaica e Conib.

Anúncios

Megadelegação israelense encontra Lula e debate relações econômicas com o Brasil

1383829153-Lulalá

Uma delegação de 25 funcionários do Ministério das Relações Exteriores de Israel, em visita oficial ao Brasil, encontrou nesta terça-feira, 5 de novembro, em São Paulo, o ex-presidente Lula.

Clara Ant e Luiz Dulci, diretores do Instituto Lula, expuseram aos visitantes as realizações do governo brasileiro nos últimos 10 anos. Eles se mostraram especialmente interessados em entender os projetos na área social.

Além da capital paulista, os diplomatas israelenses irão a Brasília, onde participarão de seminário no Ministério das Relações Exteriores, e ao Rio de Janeiro, onde encontrarão o governador Sergio Cabral, visitarão a Petrobrás, a Rede Globo, o Centro de Operações da Prefeitura e participarão no domingo da cerimônia de abertura da exposição “Papas em Israel”, na base do Cristo Redentor. Eles também terão um jantar de Shabat com a liderança judaica.

Na quarta-feira, 6 de novembro, a delegação participou no Centro da Cultura Judaica, em São Paulo, de um seminário sobre comunicação, com a participação dos jornalistas Ricardo Lessa, Sergio Malbergier e Jaime Spitzcovsky. Eles também visitaram a empresa Ituran e a Faculdade Zumbi dos Palmares.

Na terça, 5 de novembro, participaram de um debate na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP). O evento, promovido pelo Consulado de Israel em São Paulo em parceria com a FIESP e com a Câmara Brasil Israel de Comércio e Indústria, teve como objetivo dar-lhes maior conhecimento do Brasil, de forma a estimular o incremento das relações bilaterais, e precedeu a visita do cientista-chefe do Ministério da Economia de Israel, Avi Hasson, à FIESP, nesta quarta-feira.

O painel teve como palestrantes o cientista político Heni Cukier e o diretor do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIESP,  Roberto Gianetti da Fonseca. Estiveram no encontro o vice-diretor da Divisão da América Latina do Ministério das Relações Exteriores de Israel, Itzhak Shoham, e o cônsul de Israel em São Paulo, Yoel Barnea.

Jayme Blay, presidente da Câmara, identificou oportunidades de negócio entre empresas brasileiras e israelenses em serviços de saúde, segurança e produção de etanol: “Há muita pesquisa que pode ser feita por institutos israelenses ajudando a desenvolver novas tecnologias e sementes, aumentando a produção de etanol. Outro campo amplo para cooperação são os serviços de saúde, que aumentaram com o crescimento da classe média brasileira”.

“O seminário nos deu a maravilhosa oportunidade de conhecer e entender melhor as questões econômicas, bem como as implicações políticas do Brasil, com excelentes expositores que traçaram um panorama completo do país”, destacou a diplomata israelense Galit Baram, integrante da comitiva.

Delegação do Ministério das Relações Exteriores de Israel participa de Painel Econômico

Vista geralUma delegação de 25 funcionários do Ministério das Relações Exteriores de Israel  em visita ao Brasil participou nesta terça-feira, 05 de novembro, de um Painel Econômico na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP). O evento,  promovido pelo Consulado de Israel em São Paulo em parceria com a FIESP e com a Câmara Brasil Israel de Comércio e Indústria teve como objetivo permitir um maior conhecimento do Brasil no contexto regional, político e econômico, de forma a estimular  o incremento das relações bilaterais.

O Painel contou commediação de Jayme Blay, presidente da Câmara Brasil Israel e teve como palestrantes o cientista politico Heni Ozi Cukier e  o  diretor titular do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIESP,  Roberto Gianetti da Fonseca. Também compuseram a mesa  o vice diretor da Divisão da América Latina do Ministério das Relações Exteriores de Israel, Itzhak Shoham, e o  cônsul de Israel em São Paulo, Yoel Barnea.

Da esq. para direita: Heri Ozi Cukier,Yoel Barnea,Roberto Giannetti, James Blay e Itzhak Shoham.

Da esq. para direita: Heri Ozi Cukier,Yoel Barnea,Roberto Giannetti, James Blay e Itzhak Shoham.

Itzhak Shoham e o cônsul Yoel Barnea abriram o encontro ressaltando a importância das relações bilaterais entre Brasil e Israel, bem como a relevância de que os diplomatas israelenses saibam mais sobre o país, de forma a incrementar a cooperação e as relações econômicas.

Jayme Blay fez uma apresentação detalhada sobre o trabalho da Câmara,  que tem como missão incrementar as relações comerciais e culturais entre Brasil e Israel, buscando a abertura de novas oportunidades e o acesso a novas tecnologias entre os dois países.  “ A Câmara é uma entidade que tem 54 anos e uma vida longa dentro do ambiente empresarial brasileiro, e que cresceu nosúltimos anos devido ao incremento das relações comerciais entre Brasil e Israel. Queremos fazer o “matchmaking” entre as duas partes, e para isso também precisamos que as empresas israelenses se associem e utilizem a extensa rede de contatos e o expertise da Câmara”, frisou.

Como os fatores geográficos moldam a condição geopolítica do país e  acabam sendo um impedimento para o desenvolvimento econômico foi o tema abordado por Cukier, que destacou  também os desafios que impactam na posição política e de segurança do país. “Cada vez mais o Brasil está se tornando um player global. Dentro deste cenário,  o eventode hoje foi muito importante para  ajudar os pensadores da política externa israelense a entender melhor o Brasil e se  aproximar ainda mais”.

Jonatan Peled, do MRE e Jayme Blay

Jonatan Peled, do MRE e Jayme Blay

Gianetti traçou uma panorama sobre a evolução econômica do Brasil destacando o momento atual, ocomércio exterior, os investimentos estrangeiros e em infraestrutura, bem como o que pode ser desenvolvido em termos de investimento,  tecnologia, comércio exterior, importações e exportações entre Brasil e Israel.

“O Seminário nos deu a maravilhosa oportunidade de conhecer e entender melhor as questões econômicas, bem como  as implicações políticas do Brasil, com excelentes expositores que traçaram um panorama completo do país”, destacou a diplomata israelense Galit Baram, integrante da comitiva.

Além de São Paulo, os diplomatas israelenses também  visitarão Brasília e  o Rio de Janeiro.

 

Federação Israelita e A Hebraica promovem jantar de despedida para o Cônsul Ilan Sztulman

A Federação Israelita do Estado de São Paulo e a A  Hebraica promoveram nesta terça-feira, 25 de junho, no Restaurante Casher de A  Hebraica, um jantar-despedida em nome da comunidade judaica do Estado de São Paulo ao Cônsul Geral de Israel em São Paulo, Ilan Sztulman.

Além das entidades anfitriãs, o evento contou com a presença de presidentes, diretores e representantes de diversas organizações, tais como: Agência Judaica, Amigos de Israel, B’nai B’rith, Câmara Brasil Israel de Comércio e Indústria, CIP, Congresso Judaico Latino Americano, Comunidade Shalom, Conib, Fundo Comunitário, KKL, Na’amat Pioneiras São Paulo e Wizo SP,  que fizeram questão de homenagear o Cônsul que encerra sua missão em São Paulo.

O evento contou com discursos de Abramo Douek (A Hebraica), Mario Fleck e Ricardo Berkiensztat (Fisesp), Claudio Lottenberg (Conib) e Jack Terpins (CJLA).  Os presidentes das entidades destacaram  o fato do Ministério das Relações Exteriores de Israel ter escolhido um brasileiro de nascimento para reabrir o consulado de Israel em São Paulo e de como Sztulman desempenhou esta função com dedicação, criando amizades que foram muito além do protocolo e trabalhando não só para engrandecer a presença de  Israel  no Brasil, mas também pelo judaísmo, estimulando novas relações com diversos grupos religiosos e políticos e ajudando a disseminar uma imagem positiva de Israel.

“Ninguém faz um trabalho sozinho. Toda a equipe que esteve comigo no consulado foi essencial, assim como o apoio da comunidade judaica.  Eu não trabalho apenas para o Estado de Israel, mas sim para o povo judeu, a quem tenho lealdade. Tenho orgulho de ser judeu e a partir de agora serei o Cônsul do Brasil em Israel”, destacou Sztulman.

A homenagem foi finalizada com uma apresentação de  vídeo que mostrou parte do trabalho realizado pelo Cônsul durante sua missão no Brasil, além de depoimentos dos presidentes e diretores das principais entidades judaicas da capital paulista.

Em sua despedida, cônsul de Israel recebe Diploma de Gratidão da Cidade de São Paulo

Com grande presença de líderes da comunidade judaica, a Câmara Municipal de São Paulo realizou nesta segunda-feira, 27 de maio, uma Sessão Solene para entrega da Medalha Anchieta e Diploma de Gratidão da Cidade de São Paulo ao cônsul-geral de Israel, Ilan Sztulman. Entre os agraciados pela honraria, está o papa João Paulo II. A iniciativa é do vereador Floriano Pesaro (PSDB).

“Mais que uma homenagem pessoal, este é um reconhecimento pela contribuição do Estado de Israel para a vida de São Paulo. Hoje, temos acordos da Fapesp com muitas universidades israelenses, 15 projetos da Universidade Hebraica de Jerusalém com a USP, laboratórios com a cooperação de prêmios Nobel, na Unicamp. Em suma, as relações econômicas, culturais e científicas estão se estreitando cada vez mais”, disse Sztulman ao site da Câmara. “Pacifista, voltado aos direitos humanos, ele foi um grande articulador da comunidade judaica com a sociedade brasileira”, afirmou o vereador Pesaro.

Em cerimônia realizada no dia 13 de maio em São Paulo, em comemoração aos 125 anos da abolição da escravatura, o cônsul-geral Ilan Sztulman havia recebido outra homenagem: foi agraciado com a Medalha do Mérito Cívico Afrobrasileiro. A comenda, concedida pela Universidade Zumbi dos Palmares, reconhece quem contribuiu para os valores do respeito à diferença, tolerância e igualdade de oportunidades.

Sztulman reabriu em julho de 2010 a representação de Israel na capital paulista, que estava fechada desde 2003. Nascido em São Paulo, imigrou para Israel aos 18 anos. É bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Hebraica de Jerusalém, mestre em Ciências Sociais pela Universidade de Tel Aviv e bacharel em Artes pela academia Bezalel.Foi vice-diretor de Assuntos Públicos do Ministério das Relações Exteriores de Israel e também o responsável pelos Serviços de Multimídia do Ministério para agências internacionais de notícia baseadas em Israel.Major da Reserva do Exército de Israel, foi condecorado em 1981 por bravura em combate.Ele será substituído em julho próximo por Yoel Barnea, ex-cônsul-geral de Israel no Rio de Janeiro, entre 1994 e 1998.

Câmara Municipal de Porto Alegre homenageia os 65 anos de Israel

A Câmara Municipal realizou em 14 de maio sessão solene em homenagem aos 65 anos da criação do Estado de Israel. A iniciativa é do vereador Valter Nagelstein.

O evento contou com a presença do embaixador de Israel no Brasil, Rafael Eldad, e apresentação do Coral Zemer da Na’mat Pioneiras do Rio Grande do Sul.

De acordo com Nagelstein, há muito o que comemorar pela consolidação de uma nação judaica no Oriente Médio: “Não temos como negar a relação que todos os devotos das religiões monoteístas ocidentais têm com a própria história do povo de Israel e, por isto, registrar este fato demonstra o nosso agradecimento à herança cultural hebraica, que está presente na vida de todos nós”.

Sessão Solene