PAPA RECEBE, EM SUA RESIDÊNCIA, DELEGAÇÃO DE LÍDERES JUDEUS

papa

Às vésperas de uma das festividades judaicas mais importantes, o Papa Francisco recebeu em sua residência de Santa Marta, uma delegação de líderes judeus encabeçada por Jack Terpins, presidente do Congresso Judaico Latino-Americano, e Ronald Lauder, presidente do Congresso Judaico Mundial. Participaram, dentre outros membros do grupo, Chella Safra, tesoureira geral do CJM, e Claudio Lottenberg, presidente da Confederação Israelita do Brasil.
O motivo da visita foi o de ouvir a mensagem do Papa para o Ano Novo judaico de 5775, que se inicia em 24 de setembro p.f, e retransmiti-la às comunidades judaicas de todo o planeta. Os temas ‘Oriente Médio’ e ‘Paz’ fizeram parte da conversa com a liderança, como esperado.
Ao apertar a mão de Jack Terpins, o Papa lhe agradeceu os esforços que os representantes do CJM e CJL tem envidado para alcançar a paz. Ao mesmo tempo, mostrou sua preocupação com o futuro dos cristãos no Oriente Médio, onde são perseguidos e assassinados em vários países da região. Terpins também destacou como o Papa tem trabalhado positivamente para aproximar israelenses e palestinos e fazer, finalmente, reinar a paz, que é o que mais se deseja.
Foi entregue ao Papa, tal qual determina a tradição judaica, um bolo de mel. “ Quisemos que o Papa compartilhe de nossos desejos e, tenha o que merece, um ano bom e doce”, disse Terpins, explicando que o mel simboliza a doçura que todos querem ter para o próximo período. Feliz com o simbolismo da lembrança, o Papa agradeceu, retribuindo com a expressão em hebraico: “Shaná Tová”.

Anúncios

Enviado do Vaticano visitou o Congresso Judaico Latino-Americano

cla

O Padre Norbert Hofmann, encarregado das Relações Religiosas com o judaísmo da Santa Sé visitou nesta semana, o escritório do Congresso Judaico Latino-Americano (CJL) em Buenos Aires, em um longo e informal encontro.
Hofmann fez questão em demonstrar a “alegria” em visitar a comunidade judaica, especialmente em um país como a Argentina, que considera “muito avançado em temas de convivência e diálogo inter-religioso”.
“Embora o judaísmo se guie pela Halachá e a Igreja pelo dogma, todos somos filhos do mesmo D’us, e isso é o que nos faz irmãos”, assinalou o Padre, lembrando-se dessa última década de relações entre a Igreja Católica e a comunidade judaica.
Claudio Epelman, diretor executivo do CJL, comentou que “muitas das pessoas que estavam ao redor da mesa, trabalharam com o diálogo inter-religioso junto a Bergoglio, ainda em seu tempo como arcebispo de Buenos Aires” e todo o êxito disso “Traz consigo a marca de quem agora é o Papa”, disse logo que foram se enumerando algumas das atividades que vem se realizando de forma conjunta entre ambas as fés.
Ao finalizar o encontro e antes de registrar a foto grupal, alguns fizeram uso da palavra para manifestar seu agradecimento ao Papa Francisco por sua mensagem à comunidade judaica argentina por ocasião do 20º Aniversário do Atentado à AMIA, e por acompanhar à época os dias difíceis que se seguiram ao mesmo, envolvendo-se tal como membro das famílias.

PAPA FRANCISCO TRANSMITE MENSAGEM DE PAZ

“Não podemos viver em uma sociedade sem Justiça”.
Assim expressou o presidente do Congresso Judaico Latino-Americano, Jack Terpins, no início das atividades pelo 20º aniversário do atentado contra a Amia- Associação Mutual Israelita, localizada em Buenos Aires, Argentina, e que foi antecedida pela realização do 7º Encontro de Parlamentares Latino-Americanos, organizado pelo CJL.
Terpins encabeçou uma delegação de dirigentes da América Latina para acompanhar a Argentina nesse pedido por Justiça, daí a importância do Encontro de Parlamentares dos países da América Latina, reunido para debater sobre como se pode prevenir que volte a ocorrer o que houve em Buenos Aires, quando em 18 de julho de 1994, 85 vidas foram exterminadas pelo terrorismo.“Este 7º Encontro de Parlamentares é um instrumento de trabalho conjunto de governo e sociedade civil para ver como podemos contribuir no combate ao terrorismo”, agregou Terpins .
Durante o Encontro de Parlamentares foram exibidos vídeos sobre o atentado à Amia, outro com mensagens de mandatários de diferentes países e, no qual o Brasil esteve representado pelos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio ‘Lula’ da Silva condenando o terrorismo, e foram ouvidos os testemunhos de Daniel Pomerantz, sobrevivente, e Luis Cichewsky, familiar de uma das vítimas, somados às palavras da Dra. Marta Nercellas, que discorreu sobre o estado da investigação do caso Amia, e foi aberto um espaço para perguntas e pronunciamentos dos presentes.
Paralelamente, aconteceu o Ato Central da Juventude da Amia, no qual foi mostrado o filme sobre o movimento #1MinutopelaAmia, e apresentado esse trabalho por Fabio Szperling, membro de Novas Gerações –Brasil do Congresso Judaico Latino-Americano.
No Encontro, os participantes foram convidados a assinar uma declaração contra o terrorismo. Finalizando o evento, todos assistiram a mensagem enviada pelo Papa Francisco, também divulgada ao término do Ato em Memória às Vítimas da Amia (a mesma se encontra disponível no site do Congresso Judaico Latino-Americano – http://www.congresojudio.org.ar).
A celebração do 20º aniversário do atentado contra à Amia aconteceu com a participação de sobreviventes, familiares das vítimas, lideranças comunitárias judaicas e políticos vindos de países como Brasil, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai, no mesmo horário (9h53), e local em que o carro-bomba explodiu, na sede reconstruída da entidade
A delegação brasileira foi encabeçada pelo presidente do CJL, Jack Terpins, e teve como membros o vereador Valter Nagelstein (PMDB-RS), e membros do grupo de Novas Gerações do CJL, Fabio Szperling, Leslie Sasson Cohen e Silvia Perlov.BAS2

Comitê Executivo do Congresso Judaico Mundial se reúne em Paris

20140331_101317O Congresso Judaico Mundial realizou a reunião de seu Comitê Executivo em Paris. O encontro abordou, entre outros temas, o  crescente antissemitismo na Europa, a crise política da Ucrânia e os 20 anos do atentado a AMIA na Argentina.

Jack Terpins, presidente do Congresso Judaico Latino-Americano (CJL), encabeçou a delegação da América Latina, composta por Julio Schlosser (Argentina), Marcos Peckel (Colômbia) e Sara Winkowski (Uruguai), vice-presidentes do CJL. Também participou o argentino Sebastián Azerrad, membro jovem do Executivo do Congresso Judaico Mundial (CJM).

O ministro do Interior da França  falou sobre a situação do antissemitismo que vive o país, durante o evento que reuniu os principais líderes do Congresso Judaico Mundial e é considerado de grande influência para a construção e consolidação da agenda política das comunidades.

CJL participa da 11ª Conferência do Diálogo Inter-religioso no Qatar

Qatar+2O diretor executivo do Congresso Judaico Latino-Americano (CJL), Claudio Epelman, representou a entidade na 11ª Conferência do Diálogo Inter-religioso, realizada no Qatar, que terminou ontem (26/3), e teve como tema a presença da juventude nesse contexto. A América Latina participou também com o rabino Michel Schlesinger, da CIP, e representante da CONIB para esses assuntos.

Na ocasião, Epelman apresentou dois exemplos bem sucedidos empreendidos pelo CJL, o trabalho com o grupo de Novas Gerações, no qual participam mais de cem jovens da região, que  atuam como diplomatas do povo judeu na construção de  pontes  para melhor convivência e entendimento.  E discorreu sobre a recente viagem de um grupo de 45 pessoas da Argentina, que professam a fé cristã, judaica e muçulmana, ao Oriente Médio e Roma, visitando Jerusalém, Ramallah, Amã e Roma. Nessa oportunidade, encontraram-se com o presidente de Israel, Shimon Peres; com o primeiro-ministro palestino, Rami Hamdallah, e com o  Papa Francisco.

Essa iniciativa repercutiu muito positivamente na Argentina, convertendo-se em exemplo internacional,  já que evidenciou a boa convivência local entre os distintos credos. “A Argentina é um exemplo exitoso de convivência inter-religiosa”, afirmou Claudio Epelman durante sua exposição.

Finalizando, Epelman também contou sobre a mais próxima empreitada do CJL: “Em maio, alguns dias antes da visita do Papa a Israel , realizaremos o 3° Seminário de Jovens Padres, oriundos de diferentes países da América Latina, inclusive o Brasil, que terão a oportunidade de visitar o país junto a companheiros  rabinos da mesma faixa etária, conhecendo Israel e judaísmo”.

Judeus, cristãos e muçulmanos da Argentina fazem missão pelo Oriente Médio

Uma delegação integrada por 45 representantes judeus, cristãos e muçulmanos da Argentina iniciaram uma viagem para levar seu modelo de respeito e convivência pacífica. Eles se reunirão com o presidente israelense, Shimon Peres, o presidente da Autoridade, Palestina Mahmoud Abbas e o rei Abdullah, da Jordânia, finalizando com uma audiência com o Papa Francisco.  

“Com esta viagem, esperamos criar vínculos interpessoais entre os viajantes e, a partir deles, gerar uma nova rede que fortaleça todos os esforços que vem sendo feitos já há muito tempo e em vários lugares, com distintos referenciais e interlocutores”,  contou Claudio Epelman, diretor executivo do Congresso Judaico Latino-Americano.

Omar Helal Massud, ex-presidente do Centro Islâmico Argentino, expressou seu desejo de “contribuir, ainda que seja com um grão de areia, para mostrar a convivência inter-religiosa”.

A viagem de dez dias, de 18 a 28 de fevereiro, não conta com nenhum subsídio e os integrantes são responsáveis por suas próprias despesas. O Museu do Holocausto, a Mesquita de Al-Aqsa, a Via Dolorosa, o Santo Sepulcro e o Muro das Lamentações são alguns dos locais que o grupo visitará.

“Em vez de chamar atenção para o conflito do Oriente Médio, queremos mostrar que cristãos, muçulmanos e judeus podem viver juntos”, concluiu Epelman.

Grupo do Novas Gerações-Brasil do CJL inicia suas atividades deste ano

DSC06374No dia 28 de janeiro, o Programa de Novas Gerações do Congresso Judaico Latino-Americano/Brasil abriu suas atividades de 2014 com um café da manhã com a psicóloga e única representante da comunidade judaica junto ao SEPPIR Sofia Débora Levy.

Na ocasião, Sofia falou sobre a temática do Holocausto e Discriminação, objeto de suas pesquisas e sobre o qual tem vários livros publicados. Também contou um  pouco sobre sua atuação na Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) do Governo Brasileiro.

O encontro aconteceu na residência de Jack Terpins, presidente do Congresso Judaico Latino-Americano, e contou com a presença do vereador Floriano Pesaro, do secretário-geral e do diretor executivo do CJL, respectivamente, Saúl Gilvitch e Claudio Epelman.

IMG_20140128_112453455A reunião foi muito apreciada pelos presentes que se interessaram pelos livros de Sofia e lhe fizeram várias perguntas sobre o tema, assim como discutiram qual a melhor maneira de “educar” a sociedade sobre um assunto ainda tão polêmico.

O grupo aguarda, ansioso, um novo encontro, que deve ocorrer no próximo mês, tendo como mote as diretrizes que norteiam o trabalho do Congresso Judaico Latino-Americano,  que são o combate ao terrorismo, luta contra o antissemitismo e toda forma de discriminação, fortalecimento dos vínculos com outros credos, defesa dos  direitos humanos e apoio ao Estado de Israel.