Morte de Samuel Klein entristece comunidade judaica

“É com pesar que a Via Varejo comunica o falecimento de Samuel Klein, fundador da Casas Bahia. Com seu espírito empreendedor, criou os alicerces sólidos de uma companhia e foi um dos principais colaboradores para o desenvolvimento do varejo brasileiro. Foi a visão e o pioneirismo de Samuel Klein na oferta de crédito às camadas populares da população que possibilitou a realização dos sonhos de milhões de famílias brasileiras. A melhor forma de honrarmos seu legado empreendedor é continuar crescendo e realizando os sonhos de nossos clientes e colaboradores. A Via Varejo e todos os seus funcionários expressam neste momento seu sentimento de pesar e agradecem ao Sr. Samuel Klein pela sua importante contribuição.”

A Federação Israelita do Estado de São Paulo presta suas homenagens e transmite condolências à família deste grande exemplo ativista e exemplo de Tzedaká (Justiça Social).

A Confederação Israelita do Brasil recebeu nesta quinta-feira, com pesar e tristeza, a notícia da morte de Samuel Klein, aos 91 anos, em São Paulo.

COMUNIDADE CONDENA ATENTADO TERRORISTA EM JERUSALÉM

CJL CONDENA

O Congresso Judaico Latino-Americano expressa seu total repúdio e veemente condenação ao atentado terrorista perpetrado na manhã de hoje, em uma sinagoga de Jerusalém.

No marco de uma onda de violência que vem atingindo o cotidiano da sociedade israelense há várias semanas, este fato causa mais que apenas dor às vítimas e seus familiares se não a todos amantes da paz, pois maximiza ainda a tensão entre palestinos e israelenses.

Esperamos, como judeus, e também como cidadãos latino-americanos e do mundo, escutar vozes firmes de condenação a esses atos de terror. O mundo está testemunhando a ação desses grupos cuja ideologia se alicerça na destruição e morte, e as consequências repercutem em distintas latitudes.

Como Organização que representa as comunidades judaicas da América Latina, o Congresso Judaico Latino-Americano envia uma mensagem de solidaridade às famílias das vítimas deste trágico acontecimento, bem como a todos os habitantes de Israel que vem suportando uma sucessão de atos de violência, exortando a redobrar os esforços na busca de soluções para a tão almejada paz.
Jack Terpins
Presidente do Congresso Judaico Latino-Americano

CONIB CONDENA
A Conib – Confederação Israelita do Brasil – condena nos mais veementes termos o ataque terrorista contra uma sinagoga em Jerusalém, matando quatro rabinos e um policial que foi defendê–los. Os dois terroristas portavam armas de fogo e facões e avançaram barbaramente contra pessoas indefesas, que estavam rezando num templo religioso.
Segundo o presidente da Conib, Fernando Lottenberg, atos como esse só servem para promover o ódio e a violência, devendo ser condenados pela comunidade internacional de forma dura e inequívoca. A paz na região somente poderá ser alcançada com diálogo e entendimento.

AHJB realiza seu VI Encontro Nacional

O VI Encontro Nacional do Arquivo Histórico Judaico Brasileiro acontecerá de 14 a 16 de novembro em São Paulo, no Centro da Cultura Judaica.

A abertura ocorrerá dia 14, com Cabalat Shabat, às 19h, e palestra de Joelke Offriga, do Instituto Plataforma Brasil, representante no país da Anne Frank House, de Amsterdã, Os debates ocorrerão dias 15 e 16. Veja a programação completa.

A programação do dia 15 já foi publicada ontem neste blog. Procure na Agenda.

Além disso no dia 15, às 17h, o Núcleo de História Oral Gaby Becker lançará o livro “Carta de Chamada – Relatos da Imigração Judaica em São Paulo de 1930 até 1942”, que traz a visão multifacetada de judeus que nasceram no Brasil ou emigraram antes da Segunda Guerra Mundial..

Mais informações e inscrição via ahjb@ahjb.com.br ou (11) 3088-0879

Método para mudar mentalidade

Yitzhak_Frankenthal

O pacifista israelense Yitzhak Frankenthal, fundador e diretor do Arik Institute for Reconciliation, Tolerance and Peace, deu palestra na Comunidade Shalom, em São Paulo.

Frankenthal falou sobre o projeto “No To The Conflict”, uma metodologia de pensamento paradoxal criada com professores de psicologia e comunicadores israelenses e palestinos para mudar a mentalidade de pessoas propensas a perpetuar o conflito. As ideias foram publicadas por um dos mais prestigiosos periódicos científicos do mundo, o PNAS – Proceedings of the National Academy of Sciences.

“É possível mudar a opinião pública, cientificamente”, afirma Frankenthal. Um resumo do método: a premissa da maioria das intervenções que visam promover a paz é que uma informação incompatível com crenças arraigadas provoca tensão, o que poderia motivar a busca de informação alternativa. No entanto, os indivíduos – especialmente durante o conflito – usam diferentes defesas para preservar suas crenças. Por isso, o método de pensamento paradoxal fornece informações consistentes – ainda que extremas -, com a intenção de criar uma sensação de absurdo, mas não de defesa. As hipóteses foram testadas em campo, em um grupo israelense em que 59% dos participantes eram de direita. Revelou-se que 33% deles mudaram sua postura, passaram a expressar atitudes mais conciliadoras sobre o conflito e também votaram em partidos mais moderados nas eleições israelenses em 2013.

Após a aplicação com sucesso para pequenos grupos, Frankenthal busca fundos para levar o método à televisão.

Esta é a primeira vez que iniciativas embasadas na ciência são testadas para tratar dos aspectos mais profundos do conflito israelo-palestino, com resultados sólidos. O presidente Obama mencionou Frankenthal em um de seus discursos, como exemplo da maneira correta de trabalhar pela paz.

Peretz lança livro com coletânea de textos de seus alunos

autografo

Na última semana, o Colégio I. L. Peretz fez o lançamento do livro ‘Nossas Novas Palavras’, uma coletânea de textos dos melhores alunos de Fundamental II e Ensino Médio. O que era um sonho antigo do Colégio finalmente virou realidade. No total, 39 estudantes tiveram seus textos selecionados e publicados.
O coordenador da área de Língua Portuguesa, professor Jorge Makssoudian, abriu a noite, parabenizando os alunos pelos textos. Na sequência, uma surpresa aos presentes: o cartunista Mauricio de Sousa havia gravado um vídeo especialmente para os alunos do Peretz, explicando sua relação com a leitura e com a escrita desde a infância e, sobretudo, os cumprimentando pelo feito. Pais, filhos e avós assistiram admirados à homenagem.
Após, foi a vez de apresentar os alunos-autores. Alguns foram escolhidos para enunciar a importância da escrita em suas vidas. Os professores de Língua Portuguesa foram convidados a subir ao palco, onde tiraram fotos com os alunos e entregaram prêmios aos autores dos melhores textos de cada série.
A cerimônia foi finalizada pelo diretor geral do Colégio, Carlos Dorlass, que em seu discurso, ressaltou a qualidade dos trabalhos e disse que nem em seu maior ímpeto criativo conseguiria escrever textos tão bons quanto aqueles que lera.
Já no Salão Nobre, os estudantes deram início à sessão de autógrafos. Muitos pais, professores e demais alunos estavam interessados em levar um exemplar de ‘Nossas Novas Palavras’ e faziam questão da assinatura dos autores.
Para o coordenador da Área, Jorge Makssoudian,o mais importante para ele e para toda a equipe de Língua Portuguesa foi ver a satisfação dos alunos e das famílias. “Pretendemos dar sequência ao projeto e continuar relevando futuros escritores”, acrescentou.