Historiador Benny Morris fala sobre o conflito israelo-palestino em palestra em SP

Benny Morris e Jayme Blay

Benny Morris e Jayme Blay

O historiador israelense Benny Morris, que estuda há 30 anos o conflito israelo-palestino, mostrou em palestra promovida dia 19 de fevereiro pela Câmara Brasil-Israel, em São Paulo, pessimismo quanto ao andamento do processo de paz entre israelenses e palestinos.

Otimista após os Acordos de Oslo, no início dos anos 90, Morris afirma que mudou de posição ao final daquela década, “decepcionado com os palestinos”. Ele repassou os principais pontos das tentativas fracassadas de acordo desde o ano 2000, para concluir que há um “rejeicionismo palestino consistente. Os palestinos querem tudo – desde a década de 1920”. Para o historiador, os palestinos confiam no tempo: “a demografia os favorece, e a perpetuação da ocupação mantém Israel como vilão”.

Em sua visita a São Paulo, Morris fez palestra também no Hospital Israelita Albert Einstein, ocasião em que lançou seu livro “Um Estado, Dois Estados – Soluções para o conflito Israel–Palestina”. A edição em português é da Sêfer. Também participou de tarde de autógrafos no Rio de Janeiro e gravou ainda entrevista no programa Roda Viva, da TV Cultura. Ele veio ao Brasil a convite da Fisesp e do Hospital Albert Einstein.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s