Presidente da Universidade Hebraica de Jerusalém entrega o Prêmio Scopus ao ativista comunitário Morris Dayan

A  Sociedade Brasileira de Amigos da Universidade Hebraica de Jerusalém agraciou o ativista comunitário Morris Dayan com o Prêmio Scopus 2013. Aentrega honorário do Prêmio, que aconteceu  no  dia 21 de novembro, foi feita pelo  presidente da Universidade Hebraica,  Menahem Ben-Sasson,  durante evento para um seleto grupo de convidados  na residência do casal Marcia e Daniel Borger.

Morris Dayan  estudou filosofia e economia na Universidade de Jerusalém onde permaneceu de 1987 a 1991. Foi presidente do Grupo de Amigos da Universidade Hebraica de Jerusalém no Brasil de 1999 a 2010.  Neste período, ampliou o conhecimento da UHJ no país, tanto na comunidade judaica, quanto no mundo acadêmico. Também foi o responsável  pela entrega do prêmio Doutor Honoris Causa ao então presidente Fernando Henrique Cardoso.

“Tenho grande orgulho em inscrever o nome do Morris, por seu incansável trabalho frente ao grupo de Amigos da UHJ,  nesta galeria de ativistas que ajudaram a construir a trajetória desta Sociedade de Amigos em nosso país. Também aproveito para agradecer a gentileza e a cordialidade do casal Marcia e Daniel Borger,  que não hesitou em receber todos os amigos para uma noite tão festiva”, declarou o presidente da Sociedade Brasileira de Amigos da Universidade Hebraica de Jerusalém, Jayme Blay.

“Morris é um profissional de sucesso, um importante líder comunitário e uma pessoa de valores universais e humanísticos. Fruto de uma família bastante envolvida com as entidades judaicas, ele ampliou significativamente a visibilidade da Universidade no mundo acadêmico, trazendo seus s valores universais para a comunidade brasileira. Seu trabalho incansável contribuiu para que a gestão atual conseguisse fechar recentemente um acordo histórico entre a Fundação Getúlio Vargas  e a UHJ para levar alunos brasileiros em uma missão empreendedora a Israel”, complementou Blay.

O presidente da Universidade Hebraica,  Menahem Ben-Sasson, iniciou seu discurso mencionando o livro Start Up Nation (Nação Empreendedora) ressaltando que a própria Universidade Hebraica é a Start Up do Estado de Israel. “A importância que o povo judeu dá para a educação é tão grande, que a Universidade foi criada antes mesmo do Estado de Israel. Com cerca de 23.000 estudantes ela está entre as 100 melhores universidades do mundo e é considerada a melhor do país,  acumulando oito Prêmios Nobel apenas na última década. Sinto muito orgulho em vir ao Brasil entregar o Prêmio Scopus a Morris Dayan, que foi o mais jovem presidente a assumir o Grupo de Amigos e que desempenhou um excelente trabalho”.

“Agradeço à Universidade por me dedicar o Prêmio Scopus em reconhecimento ao trabalho realizado aqui no Brasil. Não deixa de ser estranho receber o Prêmio ao invés de entrega-lo. Sei o que ele  representa e me sinto muito honrado por esta homenagem, declarou Dayan,  ao  receber das mãos de Jayme Blay e Menahen Ben-Sasson uma obra do arte feita especialmente pelo artista brasileiro Macaparana, representando o trabalho de construção de uma ponte entre Brasil e Israel com um elo através da Universidade Hebraica de Jerusalém.

“Ressalto a importância do Prêmio Scopus entregue a Morris Dayan por sua dedicação à Universidade Hebraica de Jerusalém, que, como o professor Ben-Sasson ressaltou,  é a expressão da importância que o Estado de Israel e a comunidade judaica atribuem à educação, a pesquisa e ao saber, atividades que considero da maior relevância”, destacou  Celso Lafer,  ex-Ministro das Relações Internacionais do Brasil e presidente da Fapesp.

O Prêmio Scopus

O Prêmio Scopus é a maior honra que pode ser conferida a uma pessoa por uma Associação de Amigos.  Ele é apresentado a um indivíduo ou associação que se destacaram em suas respectivas áreas e cujos esforços humanitários e excelente compromisso contribuiu para a melhoria da Universidade Hebraica, o Estado de Israel, o povo judeu e a Humanidade.

Várias personalidades mundiais receberam o Prêmio Scopus, dentre elas Zubin Mehta, Roman Polanski, Bill Clinton, Dalai Lama, Tony Blair, José Mindlin, Gilberto Gil,   Miguel Nicolelis e, no ano passado,  o empresário e jornalista João Dória Junior.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s