Michel Gorski e Sílvia Zatz debatem livro com crianças

Na última quarta-feira (22/5), crianças da Escola Municipal Bartolomeu Lourenço de Gusmão foram à Biblioteca de São Paulo para debater com os autores Michel Gorski e Sílvia Zatz, autores do livro infantojuvenil Sem título“Por um triz – O enigma dos gnomos pigmeus”. Cheios de dúvidas e questionamentos, eles queriam saber como foi escrever o livro em conjunto, como surgiu o nome da obra, qual o motivo dos personagens serem poloneses, por que os autores escolheram ambientar na Santa Casa ou usar gnomos na história e muito, muito mais. Foram cerca de duas horas de bate-papo, seguido por uma sessão de autógrafos.

Esta é a primeira turma de um novo projeto da Biblioteca de São Paulo, o Leiturismo, que busca incentivar a leitura entre crianças e jovens na capital paulista. E principalmente mostrar cenários da literatura para os alunos em idade escolar. No dia anterior os estudantes haviam recebido exemplares do livro e foram conhecer a Santa Casa de São Paulo, que é o cenário do romance. A obra, que mistura suspense e aventura, está disponível na Biblioteca de São Paulo.

Para a estudante Natasha Elizabete de Freitas , de 11 anos, o livro é uma boa forma de aprender mais sobre a cidade. “A gente se identificou com a história da protagonista Ana Rendel, a menina que é uma das narradoras. E foi interessante conhecer a Santa Casa, que foi o lugar que eu nasci e nunca tinha entrado”, comentou. Já Bruno Venancio Casante, 11 anos, contou que os autores “conseguiram relatar bem direitinho como eles escreveram o livro, a história é ótima e impactante”.

Michel Gorski contou aos alunos que uma continuação do livro já está escrito e deve ser lançada em breve pela Editora Rocco. E perguntou aos estudantes se o livro deveria ser lançado como filme. Os alunos acenaram positivamente. “As perguntas dos alunos foram muito boas. Não era apenas um trabalho de escola, eles estavam claramente motivados pela história e pelo Leiturismo”, afirmou.

Anúncios

Temporada 2013 da Série In Concert, da Hebraica, São Paulo traz noite de tango em homenagem a Astor Piazzola

A Série In Concert do Clube Hebraica, São Paulo, que já trouxe para o palco do Teatro Arthur Rubinstein grandes nomes da MPB, abre a temporada 2013 remodelada e com atrações internacionais. A primeira delas será no dia 8 de junho (sábado), às 20h30:  “Buenos Aires In Concert” homenageia o consagrado músico argentino Astor Piazzola, com interpretações e arranjos dos mais famosos tangos e milongas,  a cargo da orquestra sinfônica e coral sob regência do maestro Leon Halegua. Os bailarinos argentinos, Ângela Toñanez, e Maximiliano Ávila, da famosa casa de Buenos Aires, “El Viejo Almacén”, participam do show, levando ao público um legítimo espetáculo de tango porteño. Após a apresentação, o público poderá desfrutar de um tradicional  jantar no restaurante do clube Hebraica,  Casual Mil, no próprio clube.

A Série In Concert da Hebraica São Paulo faz parte de um projeto cultural incentivado pelo Ministério da Cultura – Lei Rouanet, com patrocínio do Banco Itaú e apoio do Hospital Israelita Albert Einstein.

Bailarina Ângela Toñanez se apresenta no Hebraica In Concert de 08.06 bxa

Bailarina Ângela Toñanez se apresenta no Hebraica In Concert de 08.06 bxa

Grupos de dança da CIP se apresentam no Teatro Gazeta

Por ocasião do aniversário de cinco anos do movimento de danças da CIP, os grupos de dança israelense da CIP convidam para o espetáculo Zo darkeinu lehaguid.

O enredo da apresentação gira em torno do tema ‘Esta é nossa maneira de dizer’ e dá a oportunidade de, através das coreografias e do repertório acumulado nos anos de existência do movimento, transmitir as diversas mensagens que o jovem quer comunicar e que encontra oportunidade de fazê-lo quando dança.

As coreografias dos cinco grupos de dança israelense da Congregação intercalam-se misturando belas mensagens de paz, tradição cultural, amizade, amor pelo próximo, tolerância intercultural, Israel e amor pela dança.

O espetáculo acontecerá no dia 19 de Junho de 2013, às 20h30, no Teatro Gazeta, localizado na Av. Paulista, 900.

Para mais detalhes, entre em contato através do email danca@cip.org.br.

zo-darkeinu-lehaguid_ilustracao

Câmara Brasil Israel promove palestra sobre os cuidados das empresas para evitar lavagem de dinheiro

Hoje, com a economia globalizada e tecnologias que facilitam transações financeiras com rapidez, uma empresa ou uma pessoa física, mesmo que não exerça atividades diretamente ligadas com o crime de lavagem de dinheiro, pode ser envolvida em um processo se não tomar os devidos cuidados.  “O relacionamento internacional envolve transações financeiras que hoje em dia estão sob o controle muito restrito das autoridades monetárias, como vemos no problema grave que ocorreu no Chipre, onde depósitos de origens duvidosas levaram os bancos do país a uma grande crise”, explicou Jayme Blay, presidente da Câmara Brasil Israel de Comércio e Indústria.

Para falar sobre o tema, foi convidado pela Câmara Roberto Bedrikow, advogado especialista em direito eletrônico e perito nessa área de regulamentação da lavagem de dinheiro, para fazer uma palestra no último dia 21 de maio, no auditório do Banco Daycoval.

Segundo Bedrikow, as novas leis internacionais ampliam o rol de entidades obrigadas a manter informações sobre seus clientes e comunicar operações suspeitas aos órgãos fiscalizadores. “Hoje, talvez 99% das empresas não querem se envolver com lavagem de dinheiro, mas podem acabar envolvidas sem saber. Por isso, a importância dos programas de compliance e informação sobre o que elas precisam fazer para ter os mecanismos de defesa administrativos e em juízo”.

O palestrante, que hoje trabalha na Suchodolski Advogados Associados, falou sobre o histórico da lei e definiu o conceito de lavagem de dinheiro hoje: “Ocultar ou dissimular a natureza, origem, suposição, movimentação e propriedade de bens, direitos ou valores provenientes direta ou indiretamente de infração penal, é lavagem de dinheiro”.  Ou seja, ela abrange diversas áreas e, segundo ele, uma mobilização da sociedade civil é necessária para se vencer essa guerra. E para que a empresa não seja autuada, ele citou algumas obrigações, como a identificação e cadastro atualizados de clientes; registro de transações superiores a um limite previamente fixado; políticas de controle e comunicação aos órgãos competentes. “Devemos estar preparados, pois se as empresas não tiverem um bom programa de compliance no Brasil, vão começar a sofrer sanções, como já ocorre em outros países do mundo”.

“Como temos acompanhado uma onda crescente de delegação de responsabilidades nesse campo para o setor privado, queremos passar esse conhecimento adiante sobre as novas obrigações que as empresas têm, para que possam se preparar para esse novo cenário”, afirmou Ivan Luvisotto, diretor da entidade, que indicou o palestrante.

Para o advogado Fernando Lottenberg, estamos ainda “engatinhando” no Brasil sobre essa área. “Por isso, quanto mais pudermos disseminar informação e as regras que as empresas e os profissionais devem seguir para diminuir riscos, é fundamental”.

O empresário Charles Tawil destacou a importância da palestra pela agilidade com que se opera com o dinheiro hoje em dia, o que pode trazer dificuldade no controle. “É como um balão furado, se aperta de um lado, o ar escapa de outro, e por isso deve haver um consenso mundial para se regular esses procedimentos”.

O evento teve o apoio do Banco Daycoval e da Suchodolski Advogados Associados.

 

Maurício Szporer receberá a Medalha do Mérito Eleitoral da Bahia com Palma

O advogado Maurício Szporer será reconduzido ao cargo de juiz titular do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA).

SzporerA sessão de posse acontecerá em 28 de maio, às 17h, na Sala de Sessões do Tribunal. Na ocasião, ele receberá a Medalha do Mérito Eleitoral da Bahia com Palma.

Bacharel em Direito graduado pela Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia, Szporer é diretor da Conib, ex-presidente da Sociedade Israelita da Bahia e membro da Associação Internacional de Advogados e Juristas Judeus, com sede em Tel Aviv. Tem pós-graduação em Liderança Comunitária pelo Instituto Insper-SP e pelo Instituto Instituto Rutenberg, na cidade de Haifa, Israel.

Feira do Livro Judaico em Português

Numa iniciativa inédita a Congregação Beit Yaacov está lançando a Feira do Livro Judaico em Português.

A ideia é congregar, num mesmo dia e local, todos os agentes ligados a editoração e veiculação de livros, mídia impressa e eletrônica da comunidade judaica. Será aberto para todos, e serão comercializados assinaturas, livros, revistas, etc., espaços comerciais em suas mídias.

O evento ocorrerá na Sede da Sinagoga Beit Yaacov, domingo, 16 de junho, das 09h30 às 20h30.

Haverá as seguintes áreas nesta feira:

Sem título941349_568731266483750_717046540_n

Mostra apresenta filmes israelenses em São Paulo

O Centro da Cultura Judaica apresenta, entre os dias 3 e 9 de junho, a sua 6ª Mostra Audiovisual Israelense. Com o objetivo de aproximar o cinema israelense do público brasileiro, mostrará um abrangente panorama contemporâneo das principais produções cinematográficas de Israel. Os temas apresentados variam desde política e religião à sexualidade e detalhes dessa sociedade cheia de complexidades.
"Yossi", de Eytan Fox, é um dos destaques.

“Yossi”, de Eytan Fox, é um dos destaques.

Entre os destaques, estão Yossi, do aclamado diretor Eytan Fox (Yossi & Jagger e The Bubble) e Zaytoun, de Eran Riklis (Lemon Tree, a Noiva Síria e O Diretor de Recursos Humanos), que conta o inusitado encontro entre um menino palestino e um piloto israelense em tempos de Guerra. Para os interessados em religião, A Era Ponevezh, mostra o cotidiano do que é considerada a maior Yeshiva (escola judaica religiosa) do mundo.

Temáticas sociais e de caráter psicológico também aparecem, assim como referências aos protestos sociais que levaram grande parte da população às ruas de todo o país em 2011.

Na tentativa de revelar um país e um povo em todas as suas cores, a Mostra Audiovisual Israelense é, antes de tudo, um convite aos amantes da sétima arte.

Locais de exibição: Centro da Cultura Judaica, Clube A Hebraica, Shopping Pátio Higienópolis e Cine Livraria Cultura. Programação completa em: http://www.culturajudaica.org.br.